17 dezembro 2005

Los hermanos

O cenário tipográfico no Chile tem sido marcado por uma série de iniciativas que resultaram em alguns bons projetos. Destaque para o site (desatualizado) do Tipografia.cl, que na sua versão 3.0 (Março/Abril 2002) mostrou ao mundo a produção tipográfica de nomes como: Francisco "Pancho" Galvéz (fontes Elemental e Australis), Rodrigo Ramirez (IndoSans), Miguel Hernández (Fundamental), entre outros. Em seguida foi lançado o site (desatualizado) do Departamento de Estudos Tipográficos - DET da PUC/Chile, que convidou dois tipográficos mundialmente reconhecidos, Gerard Unger e Alejandro Lo Celso para conduzirem workshops e conferências respectivamente. O tom desse movimento tem sido o das ações coletivas que potencializam os resultados em curto espaço de tempo - não cabendo aqui questionar a qualidade final do que é produzido.

As consequências: (1) Emersão da cultura tipográfica no país, (2) Colocou o Chile no cenário tipográfico mundial, (3) Participação na construção da bienal "Letras Latinas", (4) Premiações internacionais: Francisco Galvéz (Australis - Golden Prize no Morisawa 2002) e (Elemental -Altazor 2002).

Novos coletivos estão surgindo com o mesmo propósito de difundir e estimular a produção tipográfica entre os designers chilenos. Entre eles, destaco, a Cooperativa de Fundicion Tipografica e o Cuática - um tanto imaturos, com fórmulas já usadas, mas são bacanas as iniciativas.

Conclusão: precisamos estimular - ainda mais - as iniciativas individuais e coletivas na cena tipográfica brasileira. Tenho dito!

1 Comments:

At 19 dezembro, 2005, Anonymous Chico said...

Hum..

aconteceu uma coisa engraçada quando eu li esse post...

quando eu vi Los Hermanos, me lembrei quase que automaticamente da banda...achei que era uma matéria falando do estilo da banda a coimparando com algum estilo tipográfico ou algo assim...rss

Mas, fora disso, a matéria está ótima...ond vc cosegue tanto conhecimento, rapaz (rss)

Abraços...

 

Postar um comentário

<< Home